Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Entenda como o vaginismo pode afetar a sua vida sexual!

O vaginismo, em particular, afeta a mulher em diversos segmentos da vida: nas relações interpessoais, sua autoestima, autoimagem e no relacionamento com o parceiro. 

Essa disfunção pode impedir a mulher de experienciar uma vida sexual mais plena e fazê-la sofrer emocionalmente por conta de cobranças (especialmente do parceiro) e de expectativas sociais não atendidas.¹

O vaginismo pode ser classificado de acordo com o momento de sua aparição, isto é, ele pode ser primário ou de toda a vida quando ocorre desde a primeira tentativa de penetração; e secundária ou adquirida quando aparece após um período em que a penetração e/ou o coito ocorriam sem problemas.

Assim, no vaginismo primário a mulher nunca foi capaz de realizar o coito, de ser penetrada. Essas mulheres podem ter uma sexualidade satisfatória, podendo atingir o orgasmo com diferentes atividades e tipos de estimulação. 

Elas podem experimentar anos de atividades sexuais, mas acabam procurando ajuda médica devido a sentimentos de culpa diante da impossibilidade de penetração, o que normalmente é insatisfatório para o seu parceiro, ou para engravidar.

No caso do vaginismo secundário, as dificuldades para realizar a penetração aparecem após um período em que a mulher foi capaz de ser penetrada aparentemente sem dificuldade em várias ocasiões. 

Também é possível encontrar mulheres nas quais o vaginismo aparece intermitentemente: em algumas situações, mas não em outras, ou apenas em certas posições de relação sexual.

O vaginismo pode ser também um sintoma de insegurança, e de dificuldades ligadas a autoimagem e ao desempenho social que constrói práticas que limitam a vida da mulher. 

Marisa de Abreu

Psicóloga

CRP 06/29493

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Referências:

MOLTEDO-PERFETTI, Andrés; NARDI, Bernardo; ARIMATEA, Emídio. Coherencia sistémica e identitaria en mujeres con vaginismo primario. Rev. chil. obstet. ginecol.,  Santiago,  v. 79, n. 1, p. 56-63, 2014.


1 SERRA, Melina et al. Qualidade de vida e disfunção sexual: vaginismo. Dissertação de Mestrado – PUCSP. São Paulo, 2009.

psi2

Escolha Aqui seu Psicólogo - Quanto Custa a Psicoterapia? - Informações Gerais
Consulta com Psicólogo - Agende Aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP