Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Av. Paulista) São Paulo / Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 - Centro, São Paulo / Fone central: (11) 3262-0621

Brigas bobas no relacionamento

AddThis Social Bookmark Button

 

briga boba

Brigas bobas podem desgastar o relacionamento

 

 

As pequenas brigas entre um casal podem ocorrer pela expectativa de que o outro saberá sempre quais são suas preferencias e estará sempre disposto a atende-lo.

A insatisfação quanto aos pequenos comportamentos alheios pode ser a causa das pequenas brigas e será mais intensa quanto maior for a dificuldade de comunicação deste casal.

Sendo assim surgem pequenas (e bobas) brigas em uma infinidade de situações, alguns exemplos podem ser quando uma das partes:

- Não apagou a luz da cozinha depois de sair

- Comprou sorvete de sabor diferente do preferido do outro

- Demorou para pedir a pizza

- Convidou amigos para uma cerveja em casa sem avisar

- Colocou o copo do lado esquerdo do armário ao invés do lado direito

- Deitou-se no meio da cama.

- Acendeu a luz no meio da noite

- etc, etc, etc... ao infinito.

 

 

Brigas bobas são mais frequentes

Pessoas com tendência a ter sempre um modelo pronto e muito específico em suas mentes quanto ao que espera do outro poderá ser mais propenso a iniciar pequenas brigas. Casais que não treinam a comunicação também poderão não conseguir um acordo e pequenas brigas serão mais frequentes. Casais onde não há empatia, ou seja, capacidade de entender o ponto de vista do outro também serão mais propensos a pequenas brigas.

 

Como salvar um amor desgastado

Reiventando-se. Se você quer algo novo em sua vida você pode se repensar, ou seja, se você é tão exigente a ponto de colocar a perder seu relacionamento você já fez uma escolha, você preferiu suas exigências a ter uma boa relação. Para mudar isso cada uma das partes pode escolher o relacionamento como prioridade e repensar a si mesmo.

Para um casal evitar brigas pequenas no casamento

Psicólogo: Antes de reclamar de algo avalie se esta situação merece mesmo que você emita sua opinião ou se trata-se de algo pequeno que pode ser superado.

Reveja suas prioridades , você prefere que cada pequena coisa aconteça exatamente como você gostaria ou pode abrir mão de alguma coisa para ter um relacionamento harmonioso?

Reveja a forma como coloca sua preferencias. Será que estas mesmas coisas não poderiam ser ditas de forma mais amena e sem ironias?

Caso não consiga sozinho procure um psicólogo para que ele o ajude a entender o porque de você contaminar este relacionamento com estas pequenas brigas. É possível que algo maior como um trauma o esteja impelindo a provocar brigas que nem você quer.

 

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia  ou psicoterapia  oferecida por um psicólogo

Marisa de Abreu Alves Psicóloga - CRP 06/29493-5


briga casalEntrevista cedida para o portal Vital da Unilever

 

 

Chega de brigas bobas - Discussões sem importância  desgastam a relação

 

Casais acabam discutindo por bobagens?

Psicólogo: Cada pessoa tem a sua individualidade, seu modo de pensar e agir. Na convivência de um casal há diferenças que no começo do relacionamento podem ser mais fáceis de lidar, já que há uma disponibilidade maior do casal a conhecer o parceiro(a). Com o passar do tempo, a rotina do casal se mistura com o estresse do trabalho e problemas corriqueiros e o homem e a mulher tendem a se voltar para o que está acontecendo consigo mesmo e não se tornando mais tão disponível para olhar, escutar e entender o outro. Nesse momento é que começam a ocorrer as brigas bobas, a irritação entre os casais aumenta e as pequenas diferenças que existem entre eles que antes eram toleradas, compreendidas passam a ser um problema maior.

A falta de diálogo, a falta de tolerância na aceitação do outro e a inflexibilidade comportamental são fatores que podem contribuir para que haja esse tipo de brigas.

 

Para os casais controlarem os “ânimos”

Psicólogo: O diálogo e a confiança podem ser  essenciais para evitar as brigas e o desgaste dentro do relacionamento. Se o casal não conversa talvez não consigam manter um vínculo de cumplicidade e de confiança para resolverem problemas. Pode sem importante que o casal estabeleça uma rotina de conversa desde o começo do namoro confidenciando suas alegrias e tristezas, para que cada um saiba que pode confiar e ter um apoio quando for necessário.

Além disso o casal precisa estabelecer uma identidade, se aproximando cada vez mais do respeito e da compreensão de suas diferenças e para isso eles podem:

 

1. manter o diálogo

2. desenvolver alguma atividade junto com o companheiro

3. aprender a rir dos próprios defeitos e dos defeitos do outro

4. Respeitar a opinião do parceiro

5. preservar os momentos de intimidade

6. ter um espaço individual

7. Expor a sua opinião

8. fazer planos juntos

etc,

 

Educação dos filhos - como discutir suas divergências sem perder o respeito e a paciência

Psicólogo: A falta de comunicação, somada à dificuldade para resolver problemas em conjunto podem ser fatores negativos na criação dos filhos. As divergências dos pais, veladas ou abertas, em relação à educação dos filhos pode deixa-losconfusos .

A prioridade seria olhar para a necessidade da crianças e não apenas satisfazer seus próprios gostos. O diálogo e a harmonia entre o casal é de suma importância.

Dessa forma, construindo e analisando juntos a situação o casal começa a entender  porque estão divergindo, qual é o objetivo daquele modo de educar o filho, quais os benefícios e os malefícios que a tomada de decisão trará para eles e para a crianças a curto, médio e longo prazo.

 

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia  ou psicoterapia  oferecida por um psicólogo

Marisa de Abreu Alves Psicóloga - CRP 06/29493-5

 

agende sua comsulta Escolha aqui seu Psicologo
Quanto custa a psicoterapia e informações gerais


Consulta com psicólogo - Agende aqui


*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.

Perguntas Frequentes

Agende uma Consulta

marcar_consulta

Cómo chegar

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968, São Paulo ( Veja o mapa )

Unidade II: Rua Frei Caneca, 33, São Paulo ( Veja o mapa )

Fone central: (11) 3262-0621

Compartilhe!