Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Av. Paulista) São Paulo / Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 - Centro, São Paulo / Fone central: (11) 3262-0621

Descontrole emocional

AddThis Social Bookmark Button
“Fulano tem temperamento forte”. Às vezes esse comentário parece um elogio, mas na maioria das vezes se trata de uma critica. Temperamento forte pode significar uma pessoa que sabe o que quer, mas também significa uma pessoa muito difícil de lidar, quer o que quer, não arreda pé e passa por cima de quem for para conseguir.
Vou falar sobre o que é temperamento forte, e qual a diferença entre temperamento, caráter e humor.
Quando escolhi a faculdade de psicologia o que mais me empolgava nesta área era a idéia de oferecer mudanças às pessoas. O grupo de pessoas que invariavelmente acabam em problemas e sofrimento psicológico e emocional é o grupo das pessoas com temperamento muito forte com alterações de humor também muito intensas.
Estou falando do transtorno bipolar. O interessante é que essa é uma disfunção psicológica muito antiga, existe desde que o mundo é mundo, mas muitas vezes estas pessoas ficam sem tratamento porque seu diagnóstico não é feito corretamente.
A bipolaridade é um transtorno mental onde a pessoa não reage ao que acontece na vida do jeito que se espera, não responde proporcionalmente a ocasião - ou ela fica muito agitada, agressiva, explosiva, impulsiva e distraída, e tudo isso sem ter nada que justifique essas reações – ou em outros momentos o comportamento é apático, desanimado, triste, ansioso, não sente prazer nas coisas e isso também em situações onde não dá para entende porque a pessoa está assim.
Quando a pessoa apresenta essas alterações de humor bem marcadas fica mais fácil de fazer o diagnóstico, é um transtorno bipolar. Mas muitas vezes a pessoa tem um forma mais branda da doença, tem oscilações de humor mais fortes do que o normal mas ainda não é aquele pandemônio todo. O perigo aparece justamente nesses casos, pois é preciso um olhar profissional mais apurado para conseguir identificar o transtorno bipolar. Esta pessoa pode ser confundida com um DDA, com alguém com Transtorno de Déficit de atenção e hiperatividade, ou com   depressão comum. Se confunde com o DDA porque alguns sintomas são os mesmos, a pessoa fica mais impulsiva, mais desatenta, mas os outros dados colhidos na avaliação psicológica é que confirmam o diagnóstico correto: DDA ou T Bipolar ou depressão comum.
Se a pessoa tiver um diagnóstico errado ela vai passar anos fazendo tratamento para uma coisa que não tem nada a ver com ela, e claro que não vai ver melhora nenhuma, ao contrario, pode até piorar.
Para se fechar o diagnóstico correto, para entender o funcionamento da mente do nosso paciente, o psicologo tem que considerar não só os sintomas, mas também todo o comportamento, analisar histórico familiar, estudar que influencia teve tanto o ambiente onde essa pessoa viveu como a genética. Vamos ver o quanto foi herdado geneticamente da família e o quanto foi adquirido. E não podermos deixar de avaliar também   o próprio temperamento da pessoa.
Nunca se viu tanta gente tomando antidepressivo como hoje em dia, e cá para nós, muito desse uso é exagerado e inconseqüente. Qualquer médico, tanto pode ser ginecologista, cardiologista, dermatologista, qualquer um receita medicação psiquiatrica se voce se queixar de tristeza e desanimo. Mas sabemos que antidepressivo em caso de transtorno bipolar não ajuda em nada, aliás só atrapalha, porque a medicação para o bipolar é diferente por se tratar de um regulador de humor.
Temperamento forte e a TV
Observar e entender o comportamento humano é mesmo muito legal. Porque o Big Brother faz tanto sucesso? Porque a gente fica observando como cada um se comporta, porque aquele disse aquilo, aquele fez aquilo.   A gente acaba conhecendo a personalidade de cada um, torcendo para um, odiando o outro, e isso é fascinante. Já incorporamos na nossa conversa do dia a dia termos da psicologia como: temperamento, caráter, personalidade, tipos de humor. E falando em Big Brother, não tem lugar mais fácil de encontrar pessoas de temperamento forte, porque é isso que dá audiência, aquele normalzinho, que não sofre tanto, que não tem picos de entusiasmo exagerado e desproporcional não fica interessante na telinha. Mas saibam que esse temperamento só é bom para o canal de televisão, porque a   pessoa sofre.
O que é temperamento?
É o mesmo que gênio. “Fulano tem gênio forte”. Está ligado às sensações, as emoções de cada pessoa. O temperamento é herdado dos pais, e voce conhece o temperamento da criança logo de pequenininha. Ou ela herda do pai, ou da mãe, ou dos avós, mas pode procurar que voce acha quem lhe forneceu o gene para ter aquele temperamento, quem é aquele para quem a pessoa puxou. Para entender o que é temperamento é fácil, o próprio   nome já diz, temperamento é o tempero, o molho, o sabor da pessoa. Não existe o doce, o salgado, o picante? então, cada um tem seu tempero. Tem gente que é doce, outros são ardidos.
Caráter, o que é?
Em psicologia caráter não se refere a bom ou mau caráter, se voce fez algo legal voce tem bom caráter. Não se refere á índole da pessoa. Em psicologia caráter é o resultado da suas experiências, são os modelos que voce usou para formar seu padrão psicológico. Caráter é aquilo que voce se formou. É o teu aprendizado que te formou na pessoa que voce é hoje.
E personalidade?
È o conjunto do seu temperamento com o caráter, ou seja,o conjunto do que nasceu com voce, que voce herdou da família, com o seu caráter, com o que voce aprendeu da vida. Viram que legal? A sua personalidade é o conjunto da sua natureza emocional que voce herdou geneticamente, mais tudo aquilo que voce aprendeu com suas vivencias.
Vamos fazer um teste para saber qual o temperamento de cada um
Veja qual será o seu temperamento. São só 4 tipos, fácil.
O primeiro tem o nome de Busca por novidades e sensações: Quem tem este temperamento é ativo, impulsivo, é do tipo extravagante. Mas como eu vivo falando tudo na vida pode ser bom ou ruim, dependo se houver exagero, tudo o que é demais, é demais. Ter um temperamento de busca por novidade exagerado é ser mais impaciente, irritado, só se interessa pelo que pode dar parazer imediato, não aceita esperar. Tudo bem, ele é uma pessoa curiosa e adora descobertas, mas sente muita raiva com facilidade e aí acaba sofrendo mais do que precisaria. Mas se for um temperamento sem nenhuma busca por novidade, se for zero nesse aspecto, isso faz a pessoa ficar muito retraída, resignada, e acaba levando uma vida rotineira demais, chata demais, sem graça, sem motivação. Por isso eu disse que para tudo tem que ter um equilíbrio
O segundo tipo de temperamento é: Evitação de dano e perigo , Quando a pessoa tem muito desse temperamento, ela é pessimista, foge da vida, vive com medos, medo de assalto, de morrer, de ser traído, tudo quanto é medo é com ela mesmo, se deixar não sai de casa, não fala em publico, não se arrisca nem no esporte nem no trabalho, não pega um serviço se não tiver absoluta certeza de que domina o assunto totalmente, e etc. Mas o extremo oposto também   não é muito legal não, porque a pessoa é ousada demais, se colocando em riscos reais porque não tem medo nenhum, assume um trabalho sem estar preparado, se lança em esportes radicais sem a devida proteção, e por ai vai.
O terceiro tipo de temperamento chama-se: Necessidade de contato e aprovação social , o lado bom desse temperamento quando está em dose adequada é uma pessoa mais afetuosa, calorosa, disponível, tem sensibilidade social, ou seja, ela tende a formar bons laços afetivos e é do tipo de pessoa que trabalha bem em grupo, mas como todo exagero deve ser evitado, e neste caso o exagero destas características tornam a pessoa precisando demais de aprovação dos outros e acaba fazendo besteira, ela é muito influenciável pelos outros, só se sente bem se alguém estiver de bem com ela, mas é só perceber uma carinha atravessada e já acaba com seu humor. E apego exagerado que atrapalha a vida de qualquer um. Mas por outro lado, zero de necessidade de aprovação faz a pessoa ficar fria, reservada demais, e distante dos outros, não está nem aí pro mundo, faz o que lhe dá na telha e nem se incomoda se vai afetar alguém ou não.
O quarto e ultimo tipo de temperamento é o chamado Persistência : que tem o lado bom de ser determinada e ambiciosa, o lado ruim é que pode se transformar num perfeccionista. Quando este temperamento parece em níveis adequados a pessoa se realiza profissionalmente, mas quando aparece em níveis exagerados a pessoa se torna ansiosa. E se não tiver nada desse temperamento ela é uma apática, preguiçosa e mimada.
Um pouco de tudo
Voce pode ter achado que seu temperamento tem um pouco de cada, e pode ser isso mesmo. Às vezes a pessoa tem ao mesmo tempo dois temperamentos que são conflitantes, como por exemplo, ela pode ao mesmo tempo ter as característica de busca de novidade e evitação de perigo. Aí é que a coisa pega. Porque ao mesmo tempo que é o tipo de pessoa que adora uma aventura, morre de medo de tudo.
De toda forma cada um destes temperamentos vai causar muito problema para pessoa se ela não se adaptar a situação. Por exemplo uma pessoa com o temperamento de busca por novidades que trabalha num escritório de contabilidade fazendo a mesma coisa todo dia, essa pessoa vai morrer de tédio, vai se estressar muito mais do que outra pessoa que teria um temperamento mais adaptado para essa função. Mas veja que tem que se ter muita cautela, porque se uma pessoa que tem o temperamento de busca por novidades atender sempre essa necessidade, ela pode se atirar demais e cair em excessos, não é a toa que é nesse tipo de temperamento que a gente vê muito mais alcoolismo, são pessoas que tendem aos excessos, de drogas, de sexo e até de comida.
O temperamento também   pode se entendido como padrões de humor.
Quatro tipos de humor
O hipertímico = São aqueles que não se adaptam a regras, a rotinas, são inquietos, irritados e ficam facilmente desanimados. Os hipertímicos são extravagantes, inquisidores, reações afetivas rápidas e morrem de tédio facilmente.
Os depressivos = que são preocupados, pessimistas, passivos, tímido e indecisos. Quando muito depressivo, ela deixa de ser cautelosa e a pessoa fica muito ansiosa diante de situações simples, mas ela reage como se fosse algo muito terrível. Os depressivos são reservados, toleram bem as situações monótonas, e gostam das coisas em ordem.
Os ciclotimicos = São os que alternam entre períodos de alta e baixa, hora se sente muito auto confiante ora se sente uma porcaria, ora está enérgico ora apático, ora introvertido triste, ora brincalhão e irônico, ora dorme demais ora nem dorme.
Os irritáveis = São as pessoas que   tem a irritabilidade como uma característica marcante e constante. São ameaçadores, desconfiados, combativos e destrutivos.
Parece que o humor e uma coisa que só atrapalha a vida da gente, né? Mas na realidade precisamos do humor para ter graça na vida. Um humor depressivo é um quadro com cores muito escuras e tristes. O humor eufórico é um quadro multicolorido e vibrante. É um time de futebol formado só de Ronaldinhos, Pelés, Garrinchas, todos juntos.

Descontrole emocional: Temperamento forte ou Transtorno bipolar?

“Fulano tem temperamento forte”. Às vezes esse comentário parece um elogio, mas na maioria das vezes se trata de uma critica. Temperamento forte pode significar uma pessoa que sabe o que quer, mas também significa uma pessoa muito difícil de lidar, quer o que quer, não arreda pé e passa por cima de quem for para conseguir.
Vou falar sobre o que é temperamento forte, quando este temperamento incorre em descontrole emocional e qual a diferença entre temperamento, caráter e humor.

Quando escolhi a faculdade de psicologia o que mais me empolgava nesta área era a popssibilidade de proporcionar mudanças às pessoas. O grupo de pessoas que muito constantemente acabam em problemas e sofrimento psicológico e emocional é o grupo das pessoas com temperamento muito forte com alterações de humor também muito intensas, ou seja em forte descontrole emocional. 

Uma das possibilidades para entender esta pessoa seria o diagnóstico do transtorno bipolar. O interessante é que essa é uma disfunção psicológica muito antiga, existe desde que o mundo é mundo, mas muitas vezes estas pessoas ficam sem tratamento porque não sabe o que tem.

A bipolaridade é um transtorno mental onde a pessoa não reage ao que acontece da forma que se espera, não responde proporcionalmente a ocasião - ou ela fica muito agitada, agressiva, explosiva, impulsiva e distraída, e sem ter nada que justifique essas reações – ou em outros momentos o comportamento é apático, desanimado, triste, ansioso, não sente prazer nas coisas e isso também em situações onde não dá para entende porque a pessoa está assim. Ou seja, em profundo descontrole emocional.

Quando os sintomas são mais brandos dizemos que a pessoa tem episódios de descontrole emocional, mas quando são tão intensos a ponto de causar graves prejuízos pessoais pode caracterizar um transtorno bipolar. 

Muitas vezes há um forma mais branda da doença, com oscilações de humor mais fortes do que o normal mas ainda não causa tantos danos a si mesma ou a quem está próximo. O perigo aparece justamente nesses casos, pois é preciso um olhar profissional mais apurado para conseguir identificar o transtorno bipolar. Esta pessoa pode ser confundida com um DDA, com alguém com Transtorno de Déficit de atenção e hiperatividade, ou com   depressão comum. É possível confundir  com o DDA porque alguns sintomas são os mesmos, a pessoa fica mais impulsiva, mais desatenta, mas os outros dados colhidos na avaliação psicológica é que confirmam o diagnóstico correto: DDA ou T Bipolar ou depressão comum.

Se a pessoa tiver um diagnóstico errado ela vai passar anos fazendo tratamento para uma coisa que não tem nada a ver com o problema, e claro que a melhora poderá ser mais lenta.
Para se fechar o diagnóstico correto, para entender o funcionamento da mente do nosso paciente, o psicologo deverá considerar não só os sintomas, mas também todo o comportamento, analisar histórico familiar, estudar que influencia teve tanto o ambiente onde essa pessoa viveu como a genética. Vamos ver o quanto foi herdado geneticamente da família e o quanto foi adquirido. E não podermos deixar de avaliar também  a própria personalidade da pessoa.

Nunca se viu tanta gente tomando antidepressivo como hoje em dia, e cá para nós, muito desse uso é exagerado e inconsequente. Qualquer médico, tanto pode ser ginecologista, cardiologista, dermatologista, qualquer um receita medicação psiquiátrica ao paciente qu se queixa de tristeza e desanimo. Mas sabemos que antidepressivo em caso de transtorno bipolar não ajuda, aliás só atrapalha, a medicação para o bipolar é específica por se tratar de um regulador de humor.

Temperamento forte e a TV

Observar e entender o comportamento humano é mesmo muito interessante. Porque o Big Brother faz tanto sucesso? Porque a gente fica observando como cada um se comporta, porque aquele disse aquilo, aquele fez aquilo.   A gente acaba conhecendo a personalidade de cada um, torcendo para um, odiando o outro, e isso é fascinante. Já incorporamos na nossa conversa do dia a dia termos da psicologia como: temperamento, caráter, personalidade, tipos de humor. E falando em Big Brother, não tem lugar mais fácil de encontrar pessoas em descontrole emocional, pois é isso que dá audiência, aquele normalzinho, que não sofre tanto, que não tem picos de entusiasmo exagerado e desproporcional não fica interessante na telinha. Mas saibam que esse temperamento só é bom para o canal de televisão,  a pessoa que passa pelo turbilhão de emoções sofre, e muito.

 

O que é temperamento

É o mesmo que gênio. “Fulano tem gênio forte”. Está ligado às sensações, as emoções de cada pessoa. O temperamento é herdado dos pais, e você identifica o temperamento da criança logo de pequenininha. Ou ela herda do pai, ou da mãe, ou dos avós, mas pode procurar que você acha quem lhe forneceu o gene para ter aquele temperamento, quem é aquele para quem a pessoa puxou. Para entender o que é temperamento é fácil, o próprio   nome já diz, temperamento é o tempero, o molho, o sabor da pessoa. Não existe o doce, o salgado, o picante? então, cada um tem seu tempero. Tem gente que é doce, outros são ardidos.

Caráter

Em psicologia caráter não se refere a bom ou mau caráter, se voce fez algo legal logo tem bom caráter. Não se refere á índole da pessoa. Em psicologia caráter é o resultado da suas experiências, são os modelos usados para formar seu padrão psicológico. Caráter é aquilo no que você se transformou. É o teu aprendizado que te formou na pessoa que voce é hoje.

Personalidade

È o conjunto do seu temperamento com o caráter, ou seja,o conjunto do que nasceu com você, que foi herdado da família, com o seu caráter, com o que você aprendeu da vida.  A sua personalidade é o conjunto da sua natureza emocional herdado geneticamente, mais tudo aquilo que foi aprendido com suas vivencias.

 

Identifique o seu temperamento


São 4 tipos:

Busca por novidades e sensações:

Quem tem este temperamento é ativo, impulsivo, é do tipo extravagante. Mas como eu vivo falando tudo na vida pode ser bom ou ruim, dependo se houver exagero, tudo o que é demais, é demais. Ter um temperamento de busca por novidade exagerado é ser mais impaciente, irritado, só se interessa pelo que pode dar parazer imediato, não aceita esperar. Tudo bem, ele é uma pessoa curiosa e adora descobertas, mas sente muita raiva com facilidade e aí acaba sofrendo mais do que precisaria. Mas se for um temperamento sem nenhuma busca por novidade, se for zero nesse aspecto, isso faz a pessoa ficar muito retraída, resignada, e acaba levando uma vida rotineira demais, chata demais, sem graça, sem motivação. Por isso eu disse que para tudo tem que ter um equilíbrio

Evitação de dano e perigo:

Quando a pessoa tem muito desse temperamento, ela é pessimista, foge da vida, vive com medos, medo de assalto, de morrer, de ser traído, tudo quanto é medo é com ela mesmo, se deixar não sai de casa, não fala em publico, não se arrisca nem no esporte nem no trabalho, não pega um serviço se não tiver absoluta certeza de que domina o assunto totalmente, e etc. Mas o extremo oposto também   não é muito legal não, porque a pessoa é ousada demais, se colocando em riscos reais porque não tem medo nenhum, assume um trabalho sem estar preparado, se lança em esportes radicais sem a devida proteção, e por ai vai.

Necessidade de contato e aprovação social:

O lado bom desse temperamento quando está em dose adequada é uma pessoa mais afetuosa, calorosa, disponível, tem sensibilidade social, ou seja, ela tende a formar bons laços afetivos e é do tipo de pessoa que trabalha bem em grupo, mas como todo exagero deve ser evitado, e neste caso o exagero destas características tornam a pessoa precisando demais de aprovação dos outros e acaba fazendo besteira, ela é muito influenciável pelos outros, só se sente bem se alguém estiver de bem com ela, mas é só perceber uma carinha atravessada e já acaba com seu humor. E apego exagerado que atrapalha a vida de qualquer um. Mas por outro lado, zero de necessidade de aprovação faz a pessoa ficar fria, reservada demais, e distante dos outros, não está nem aí pro mundo, faz o que lhe dá na telha e nem se incomoda se vai afetar alguém ou não.

Persistência:

O lado bom de ser determinada e ambiciosa, o lado ruim é que pode se transformar num perfeccionista. Quando este temperamento parece em níveis adequados a pessoa se realiza profissionalmente, mas quando aparece em níveis exagerados a pessoa se torna ansiosa. E se não tiver nada desse temperamento ela é uma apática, preguiçosa e mimada.

Um pouco de tudo

Voce pode ter achado que seu temperamento tem um pouco de cada, e pode ser isso mesmo. Às vezes a pessoa tem ao mesmo tempo dois temperamentos que são conflitantes, como por exemplo, ela pode ao mesmo tempo ter as característica de busca de novidade e evitação de perigo. Aí é que a coisa pega. Porque ao mesmo tempo que é o tipo de pessoa que adora uma aventura, morre de medo de tudo.
De toda forma cada um destes temperamentos vai causar muito problema para pessoa se ela não se adaptar a situação. Por exemplo uma pessoa com o temperamento de busca por novidades que trabalha num escritório de contabilidade fazendo a mesma coisa todo dia, essa pessoa vai morrer de tédio, vai se estressar muito mais do que outra pessoa que teria um temperamento mais adaptado para essa função. Mas veja que tem que se ter muita cautela, porque se uma pessoa que tem o temperamento de busca por novidades atender sempre essa necessidade, ela pode se atirar demais e cair em excessos, não é a toa que é nesse tipo de temperamento que a gente vê muito mais alcoolismo, são pessoas que tendem aos excessos, de drogas, de sexo e até de comida.
O temperamento também   pode se entendido como padrões de humor.

 

Tipos de humor


O hipertímico:

São aqueles que não se adaptam a regras, a rotinas, são inquietos, irritados e ficam facilmente desanimados. Os hipertímicos são extravagantes, inquisidores, reações afetivas rápidas e morrem de tédio facilmente.
Os depressivos =

que são preocupados, pessimistas, passivos, tímido e indecisos. Quando muito depressivo, ela deixa de ser cautelosa e a pessoa fica muito ansiosa diante de situações simples, mas ela reage como se fosse algo muito terrível. Os depressivos são reservados, toleram bem as situações monótonas, e gostam das coisas em ordem.

Os ciclotímicos:

São os que alternam entre períodos de alta e baixa, hora se sente muito auto confiante ora se sente uma porcaria, ora está enérgico ora apático, ora introvertido triste, ora brincalhão e irônico, ora dorme demais ora nem dorme.

Os irritáveis:

São as pessoas que   tem a irritabilidade como uma característica marcante e constante. São ameaçadores, desconfiados, combativos e destrutivos.

Parece que o humor seria algo que só atrapalha? Mas na realidade precisamos do humor para ter graça na vida. Um humor depressivo é um quadro com cores muito escuras e tristes. O humor eufórico é um quadro multicolorido e vibrante. É um time de futebol formado só por Ronaldinhos, Pelés, Garrinchas, todos juntos - também não funciona.

Gostará de ler também:

ajuda emocionalAjuda emocional

 

 

autodestrutivoAutodestrutivo

agende sua comsulta Escolha aqui seu Psicologo
Quanto custa a psicoterapia e informações gerais


Consulta com psicólogo - Agende aqui


*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.

Dicas e Tratamentos

Agende uma Consulta

marcar_consulta

Cómo chegar

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968, São Paulo ( Veja o mapa )

Unidade II: Rua Frei Caneca, 33, São Paulo ( Veja o mapa )

Fone central: (11) 3262-0621

Compartilhe!