Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Atendimento on-line ou presencial na região da Av Paulista. Rua Bela Cintra, 968. - (11) 3262-0621 - Agendamento pelo WhatsApp (11) 99787-4512

  • Início
  • Blog
  • TDAH em Adultos - Sintomas de Desatenção e Impulsividade

TDAH em Adultos - Sintomas de Desatenção e Impulsividade

O TDAH em adultos é considerado um transtorno neurológico que afeta a capacidade de concentração e ação da pessoa afetada. Embora o TDAH ainda seja um diagnóstico disputado por especialistas, veremos como se dão os sintomas associados a ele.

A impulsividade e falta de atenção são as duas características principais atribuídas ao TDAH em adultos.
Os sintomas do TDAH podem estar ligados a causas diversas e um diagnóstico preciso sobre qual problema psicológico lhe aflige é obtido com um(a) profissional da saúde mental.

Origem neurobiológica do TDAH


O TDAH é frequentemente referido, assim como o autismo, como um “transtorno do desenvolvimento neurológico”. Esta forma de se imaginar o significado de comportamentos ligados a desatenção e impulsividade, primeiro em crianças e posteriormente (com importantes modificações) em adultos, começou nos Estados Unidos e tem sido exportada para todo o mundo.


O TDAH tem uma base essencialmente genética que resulta numa anomalia de “neurodesenvolvimento” que também causa um desequilíbrio químico no cérebro.


O tratamento médico recomendado é geralmente uma mistura de medicação estimulante e terapia comportamental.
Mas essa construção está atrelada a uma visão sócio-histórica da normatização da vida promovida pela medicina desde o século XIX e que deve ser questionada.
Afinal, somos mais do que tubos de ensaio em bancadas das indústrias farmacêuticas.

Criação do TDAH


Foi nos anos 50 quando um grupo de médicos, juntamente com alguns educadores, políticos e pais, começou a ficar mais alarmado com as crianças que tinham os comportamentos que agora associamos ao TDAH, e se perguntava se tais comportamentos eram as manifestações de uma patologia subjacente que justificasse a intervenção médica.


A ideologia que começou a ganhar terreno no final dos anos 50 para os adultos e no início dos anos 70 para as crianças – que as patologias mentais são o resultado de desequilíbrios químicos para os quais existem medicamentos específicos – foi adotada.


A comercialização de medicamentos diretamente aos médicos coincidiu com o interesse do governo dos EUA pelos méritos da utilização de medicamentos psicoativos para tratar a hiperatividade.

O século XX e o avanço da medicalização
TDAH e sua relação com a indústria farmacêutica


No início deste século, o conceito de TDAH estava migrando para além do de um transtorno de desenvolvimento infantil para uma transtorno para toda a vida, à medida que a ideia de TDAH adulta decolava, começando inevitavelmente na capital mundial da comercialização farmacêutica, os Estados Unidos.


A ênfase em TDAH adulta passa de observações de comportamento externo para falhas observáveis de regulamentação interna, salientando problemas como “autoconceito” e ignorando em grande parte a hiperatividade no seu quadro de diagnóstico.

Ser humano contemporâneo em sincronia com o TDAH


Desorganização, procrastinação, comportamento impulsivo, desatenção e/ou indecisão são comportamentos que nos deparamos em quase todos os momentos de nossas vidas cotidianas.


No entanto, quando esse “estilo de vida moderna” promove um grau de desconforto excessivo, trazendo prejuízos muitas vezes marcantes podemos estar diante de sintomas que se costumam enquadrar no transtorno do deficit de atenção e hiperatividade (TDAH).


Uma das características mais marcantes no TDAH é a dificuldade de atenção concentrada, principalmente em crianças vistas como hiperativas que tendem a perder mais facilmente o foco e com isso têm sua aprendizagem afetada.


A dificuldade em falar sobre o TDAH em adultos é que apenas uma pequena parcela da população adulta é diagnosticada com TDAH.
Não obstante, é comum ouvirmos histórias de adultos com pouca organização, impulsivos, ansiosos e com pouca tolerância à frustração, ou até mesmo aqueles que estão sempre em busca de novos estímulos ou iniciam vários projetos e os abandonam por falta de motivação.


Mas estar sempre em busca de se promover, fazer seu “auto marketing”, através de novas ideias, e se manter atualizado com as inovações tecnológicas, culturais, e tendências de mercado financeiro (já que podemos todos ser investidores na bolsa- como milhares de anúncios em mídias sociais preconizam) entre outras demandas do discurso do nosso tempo, não nos faz portadores em certa medida de desatenção e hiperatividade em alguns momentos?


Quando você começa a esquecer atos recentes, ou a não conseguir se focar em tarefas necessárias do seu dia a dia ou, ainda, a se sentir preso a um turbilhão de imagens e pensamentos é hora de buscar ajuda profissional.

Reconhecendo o TDAH


A nosologia oficial entende que o TDAH se caracteriza por três sintomas básicos: desatenção, impulsividade e hiperatividade física e mental.
O DSM-5 (Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais 5.ª edição da Associação Americana de Psiquiatria), nos informa que no TDAH poderão predominar um ou mais dos três sintomas supracitados.


É um transtorno que acomete todos os gêneros, independente do grau de escolaridade, cultural ou nível socioeconômico. E pode trazer prejuízos para a qualidade de vida da pessoa afetada.

Alguns sintomas relacionados ao TDAH em adultos


A impulsividade é um dos sintomas mais referidos na TDAH, e ela se traduz em atos reativos, sem reflexão prévia e muitas vezes a despeito de suas consequências.


Os lapsos de dispersão da atenção poderão gerar dificuldade de organização temporal, relacionamento interpessoal, levando a pessoa a gerar um grande esforço para a realização de tarefas cotidianas resultando em reduzido desempenho nas tarefas.


Problemas de autoestima, minimização de situações de risco, como olhar antes de atravessar a rua, dificuldade de praticar esportes, esquecimentos excessivos de atividades corriqueiras, entre outros são alguns dos sinais de que você está muito disperso.
Dificuldade de manter-se num emprego, grupo social ou relacionamento por longo período de tempo, impulsividade verbal são outros sinais que estão ligados ao TDAH em adultos.


A pessoa também pode apresentar comportamentos agressivos, descontrole alimentar, uso de drogas, gastos demasiados, compulsões variadas como para jogos, tagarelice incontrolável, entre outros.


A hiperatividade física e mental é outro traço referido pelo DSM para diagnosticar o TDAH em adultos. O costume de ficar sempre mexendo as pernas, roendo as unhas, e ter a impressão de que não consegue ficar parado(a) são alguns exemplos de comportamentos de hiperatividade.


O TDAH em adultos também se dá através de instabilidade da atenção, derivada de uma corrente incessante de pensamentos, a pessoa adulta tem dificuldade de canalizar seus esforços para realização de trabalhos com metas e prazos preestabelecidos.


Adultos apresentam maior predominância de desatenção do que de hiperatividade, além disso, tendem a desenvolver estratégias compensatórias para lidar com seus deficit.


Salientamos que a desatenção, tanto no adulto quanto na criança, é um sintoma e não a causa do TDAH.

Vencendo o TDAH


Se você acredita que possui um grave deficit de atenção ou hiperatividade que atrapalham sua vida, que são obstáculos para você alcançar suas metas, procure um(a) profissional competente para fazer sua avaliação e tratamento.
Nossos psicólogos atuam em diferentes linhas sempre visando o seu bem-estar, entre em contato e agende sua consulta.

 

Marisa de Abreu

Psicóloga

CRP 06/29493

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

ImprimirEmail

Marisa de Abreu Alves
Psicóloga
CRP 06/29493


psi2

Escolha Aqui seu Psicólogo - Quanto Custa a Psicoterapia? - Informações Gerais
Consulta com Psicólogo - Agende Aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade Paulista

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)