Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Como parar de beber e superar a dependência do álcool?

A pessoa que ingere bebidas alcoólicas de modo excessivo pode desenvolver, ao longo do tempo, a dependência do álcool.

Uma vez estabelecida a dependência a pessoa pode buscar alternativas para combater a dependência do álcool. Algumas sugestões são:

  • Desenvolver atividades que sejam prazerosas, mas que não envolvam o uso de bebidas;
  • Substituir o tempo empregado em beber por atividades agradáveis;
  • Evitar estar frequentemente junto a pessoas que o(a) encorajam a beber ou a se embebedar;
  • Evitar locais onde o consumo era realizado.

 Mas seguir essas sugestões, e, ademais, lutar contra a dependência de qualquer substância psicoativa- não somente o álcool- pode ser um desafio intransponível sem ajuda.

O apoio de profissionais da área da saúde como psicólogos(as) pode ser essencial, bem como o apoio de familiares e outras pessoas próximas.

No campo da prevenção, vem ganhando, inclusive como política de Estado, as Estratégias de Redução de Danos (RD).

As RD envolvem a utilização de medidas que diminuam os danos provocados pelo uso das drogas, mesmo quando os indivíduos não pretendem ou não conseguem interromper o uso dessas substâncias. São ações práticas, pois consideram que o ideal de não usar drogas pode ou não ser alcançado pelo indivíduo, ou seja, caso o indivíduo continue com o uso, que o faça com o menor risco possível.

Mais recentemente, o conceito de RD foi estendido para as práticas de assistência, ou seja, para as situações de tratamento.

Trata-se também de uma lógica de trabalho, uma perspectiva que se propõe a refletir sobre como cada sujeito se relaciona com as drogas, que lugar subjetivo e objetivo ela ocupa na vida de cada pessoa, sendo isso mais relevante do que a droga em si mesma.

O envolvimento da pessoa dependente é essencial para a superação da dependência dessa e/ou de qualquer substância psicoativa, quando há essa possibilidade de superação. Quando o caminho possível é a diminuição dos danos o comprometimento da pessoa dependente também é crucial.

Considerando-se que a dependência do álcool e de outras substâncias é complexa- possuindo componentes biológicos/fisiológicos, sociais e psicológicos- é indicado o acompanhamento de profissionais da saúde para apoiar a recuperação do bem-estar de quem sofre com a dependência química.

Referência:

SUPERA: Sistema para detecção do Uso abusivo e dependência de efeitos de substâncias psicoativas: módulos 2; 5. – 9. ed. – Brasília: Secretaria Nacional de substâncias Psicoativas: Encaminhamento, intervenção breve, Reinserção social e Acompanhamento / coordenação [da] 9. ed. Maria Lucia Oliveira de Souza Formigoni. Efeitos de substâncias psicoativas: módulo 2. – 9. ed. – Brasília: Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, 2016.





psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP